sábado, 1 de março de 2008

MATERNIDADE

MATERNIDADE
(Victtoria Rossini)


Somos mater
Somos matriz
Somos Útero
Somos abrigo
Somos a mãe do mundo

Já nascemos mãe
Reconhecemos em nossas bonecas
Nossos primeiros filhos
E as embalamos, acarinhamos e protegemos

Começamos cedo
Amar, abrigar, aconchegar, nutrir

Damos mais que nossos corpos
Para facilitar a passagem
Dos seres que vem em viagem
Para morar por um tempo aqui

Damos mais que nutri-los com nossos corpos
Lhes damos coragem
Lhes damos bagagem
Passamos a nossa força
Transfusões de energia e luz

Somos mãe de nossos próprios homens!
E os acolhemos
Os recebemos
Os amamos
Os cuidamos
Como se fosse nosso mais amado filho

Somos mães do mundo!

Somos mães dos nossos próprios pais!

Somos ilhas de paz

Não é parto que nos faz mãe
Já que parto deveria se chamar chegada!
È o “acon-chego”...
De: _ chega mais meus filhos!

Ser mater é abrigar o mundo dentro de nós!
È manter a humanidade
Mesmo que o mundo perca a sanidade.


* * *

2 comentários:

Li Ane Font'Rose disse...

Que q isso, gente!
Isto está fantástico!incrível!extraordinário!
Minha amiga, colega,meu tudo, ce tá divina!
Estás "à flor da alma"...
Parabéns bjo.bjo

Zulkijora disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.