quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

BALADA DO MARINHEIRO


BALADA DO MARINHEIRO
(Victtoria Rossini)

Meu navio teima em alcançar
Os meus sonhos soltos
Em alto mar

Sou marinheiro só
Pode acreditar
Solitário preso
Querendo me achar

Passo a noite toda estudando os nós
Que eu mesmo fiz para me amarrar
A realidade fluida sob os meus pés
Quando te procurava sem saber quem és

Sou marinheiro só
Pode acreditar
Solitário preso
Querendo te achar

Passo o dia todo sentado no convés
Analisando as correntes e as marés
Se não vejo estrelas olho pra baixo
Procuro até dentro, pra ver se te acho.

Sou marinheiro só
Pode acreditar
Solitário preso
Querendo me achar



"ouvi" como música

2 comentários:

Mirror disse...

Oi Vic!
Passando p ler seus lindos textos.
(,”)\\
./_\\. Beijinhosssssssssss
_| |_……………..

Victtoria Rossini disse...

Oi Mirror!!
Bjs querida e obrigada pela sempre amavel visita ;)) ti adoruuu