terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

CODINOME:PECADO


CODINOME: PECADO
(Victtoria Rossini)

Ele era Raphael
(Se dizia serafim...)

Coitada de mim!
E de outras tantas
Hipnotizadas
Pelas nuas espáduas
Cheirando a jasmim...

Vinha envolto em lençóis
Pele quente de vulcão
Trazia nos olhos o sol

Mas era corpo de pecado
Mãos e boca por todo lado
Com voz de tentação

Ahhh!...Se me leva aos céus me arrebento!
Depois ficará o tormento
Das noites de sedução

3 comentários:

O Legendario Mister Gênio da Garrafa disse...

Eu pasei por aqui

Encontrei uma decpção.
Fazer poesia é uma coisa
Rimas que sai sem direção.
x
Castro Alves foi um poeta
Dos melhores então
Morreu ficou esquecido
La se foi seus montão.
x
Todos que se delira em poesias
Fica todo entusiasmado
Sofre decepção.
x
Se não conseguir fazer rimas
Nem dorme então.
Se deliria do criador
Procurando uma solução.
Outro achou uma flor
Rumou logo uma arrimação.
x
Agora digo a verdade
Sem medo de errar
Poetero ou poeta
Não sabe desfrutar.
Casa palavras cruzadas
Para alguem desvendar

Besitos Abraços fui até ++

Victtoria Rossini disse...

:)))
bjs e obrigada pelo carinho

Joaninha AtreVida disse...

Ahah adorei, muito bem escrito...
Se eu achar esse serafim por ai... rsrs bj