segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

ADÃO E EVA


ADÃO E EVA
(Victtoria Rossini)


Dois seres da mesma raça
Se reconhecem em um jardim

Olhos nos olhos
Corações em uníssono
Boca seca
Curiosidade
Desejo de saber tudo o que se passa na mente do outro
Necessidade de estar sempre juntos
Se unir
Se tocar
Serem UM

Mas se rodeiam
Giram um em volta do outro
Se conhecendo
Se admirando
Descobrindo os corpos, as mentes
Respiração se atraindo
E ficam ali durante luas e luas

Até que disseram as palavras mágicas
E a magia se instalou

Nesse momento se ouviu no mundo
O som dos primeiros apaixonados

Os raios saíram para comemorar
A água correu mais rápido
Os pássaros cantaram
O vento se fez sentir

Porque aquilo que os fazia humanos:
Os desejos
As paixões
A consciência
Que deveriam ser silenciados para que virassem deuses
Foi usado para que dois seres se unissem
Procriassem
Se amparassem
Em amor e devoção

E desse dia em dia em diante
EU TE AMO
Se tornou o mantra
De todos os Adãos
E de todas as Evas
Que se reencontram no caminho
E desejam novamente
Tornar-se UM SÒ SER



* * *

Um comentário:

Zulkijora disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.