domingo, 7 de dezembro de 2008

LIMPEZA


LIMPEZA
(Victtoria Rossini)

Limpei a mesa
Joguei fora todas as tristezas
E lembranças ruins da minha vida.

Destruí as coisas azedas
Amarguras
Incertezas
Não quero isso pra mim.

Aquelas raízes expostas
Raivas e coisas mortas
Que repousavam aqui
Fiz uma grande fogueira
E as destruí no jardim.

Não quero casa fechada
Nem mesmo caixa lacrada
Com ódios dentro de mim.

2 comentários:

spyvspy aeon disse...

oi, lembra de mim? Pois é este SL é mais pequeno do que pensamos e até conhecemos uma pessoa em comum (depois te digo quem é). Mais uma vez vim "folhear" os teus poemas e claro, é necessário sempre fazer uma limpeza aos "fantasmas" e seguir em frente, linda poesia.

Cmps

Victtoria Rossini disse...

Obrigada Spy!
Tbm andei la noteu blog..Amei tudo, música, seleção de matérias, imagens, criatidade...
Parabéns a
ti tbm
bjs