terça-feira, 9 de dezembro de 2008

PLANANDO

PLANANDO
(Victtoria Rossini)

Aprendi a voar
Seguindo as correntes quentes
Abandonando o frio
Que me leva até o chão

Limpo minhas penas
Abro minhas asas
Relaxo os músculos
Sinto a direção do vento
E me solto

Planando na imensidão
Corpo leve
Mente vazia
Totalmente aqui

Esqueço tudo

Deixo a força que me cerca
Por todos os lados
Me guiar

Só vejo meu bico
E sinto meu corpo

A única coisa que existe
É voar


(Da serie: Exercícios em terceira persona)

Um comentário:

Wander disse...

Oi vic... Hoje tirei uma parte da tarde pra te deixar mensagens...rs
As vezes os pensamentos não nos deixam em paz..rsrs...

Lendo seus textos... esse samba da despedida me reporta a um assunto bem peculiar..rsrs....

Como as coisas são complicadas... as vezes temos vontade de ser mais livres ne?

E quanto à "crase" do outro texto...agora está certinho..rsrs..
Beijo bem gostoso...

Wander Bravin